Pesquisas e Artigos

Rede de proteção faz campanha contra abuso de crianças e adolescentes

Fonte: http://www.pmcg.ms.gov.br/

Como forma de combater o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes a rede de proteção e funcionários da Secretaria Municipal de Políticas e Ações Sociais e Cidadania (SAS), promoveram na manhã desta segunda-feira (18), na avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho a campanha com o tema “Faça Bonito, Proteja Nossas Crianças e Adolescentes”.

Durante a campanha foram distribuídos materiais informativos tais como, copos, fitas de pulso, chaveiros, lixocar, squeeze, dentre outros.

De acordo com a diretora de Direção Social e Especial da SAS, Mônica de Castro, hoje é o dia dedicado às ações, mas a conscientização deve ser lembrada e colocada em prática diariamente. “Todos os tipos de violência devem ser denunciados, físicas e psicológicas. Os membros das famílias que fizerem as denúncias não serão expostos e será mantido o sigilo. Nosso objetivo é único o de proteger as crianças e adolescentes”, explica Mônica.

Para a presidente do Comitê de Enfrentamento da Violência e Defesa dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes de Mato Grosso do Sul (Comcex-MS), Daniela de Cássia Duarte, o dia de hoje é para alertar a exploração e garantir os diretos das crianças e adolescentes. “É um trabalho esclarecedor realizado no mês de maio e com isso queremos alertar a população para ajudar denunciando. Não só hoje. As denúncias devem ser feitas todos os dias para a gente diminuir o índice de violência com as crianças”.

A dona de casa Maria das Graças Borges, 61, disse que campanhas como essas são positivas e leva a sociedade a denunciar os abusos contra as crianças. “As crianças e adolescentes devem ser protegidos e ter seus direitos garantidos. É muito importante este dia de conscientização”.

Para a dona de casa Creuza Maria da Conceição, 52, moradora do Jardim Noroeste, do jeito que as coisas andam quanto mais esclarecer sobre o assunto ajuda combater os abusos contra as crianças. “Sou mãe e avó, sei como é difícil educar uma crianças. Toda suspeita e casos devem ser denunciados para o bem das crianças e adolescentes”, comentou.

As denúncias devem ser feitas por meio do Disque 100, telefone da Secretaria de Direitos Humanos. O Disque 100 é um serviço de telefonia gratuito do Governo Federal, um canal de comunicação da sociedade civil com o poder público, é uma das ferramentas para denunciar o crime de abuso, violência e exploração sexual de crianças e adolescentes. O serviço funciona 24 horas, as ligações podem ser feitas de todo o Brasil através de discagem direta, gratuita e anônima.
Fonte/Autor: Emidio Denardi MTE/MS 488

 
VOLTAR
Associação Movimento Mãe Águia © 2016